https://youtu.be/5SbaKLqHdPY

Publicado em Geral | Deixe um comentário

Dialogos Brasil

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

Portal Nacional – PPS: Com as raízes fincadas em 1922

Portal Nacional – PPS: Com as raízes fincadas em 1922.

Publicado em Geral | Deixe um comentário

PPS comemora 23 anos acolhendo novos filiados

Deputado Arnaldo Jordy fala aos participantes do ato comemorativo

Deputado Arnaldo Jordy fala aos participantes do ato comemorativo dos 23 anos do PPS

No dia 23 de março foram comemorados os 23 anos de criação do Partido Popular Socialista (PPS), sucessor do Partido Comunista Brasileiro (PCB). Em Belém foi organizado uma festa comemorativa, momento em que várias filiações foram anunciadas, com destaque para jovens e mulheres. Várias lideranças participaram do  ato, entre elas o deputado federal Arnaldo Jordy, o vereador Elias e o presidente da Fundação Amazônia de Pesquisa (FAPESPA) Eduardo Costa. O ato foi realizado no Clube Monte Líbano, na avenida Almirante Barroso, São Bras.

Veja albun de fotos aqui.

Publicado em Belém, FiliaçãoPPS, Geral, Jordy, PPS | Deixe um comentário

Portal Nacional – Petrolão: Projeto de Jungmann derruba norma do TCU que avaliza acordos com empreiteiras

Portal Nacional – Petrolão: Projeto de Jungmann derruba norma do TCU que avaliza acordos com empreiteiras.

Publicado em Geral | Deixe um comentário

image003

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

Esquerda Democrática terá 67 deputados

Ato de lançamento do bloco reuniu mais de 200 pessoas na Câmara

Ato de lançamento do bloco reuniu mais de 200 pessoas na Câmara

Por: Valéria de Oliveira
O Bloco da Esquerda Democrática foi lançado na tarde desta terça-feira (16) na Câmara dos Deputados pelos presidentes, líderes e parlamentares do PPS, PSB, Solidariedade e PV, com a presença de lideranças da sociedade civil. Além de valer para as atividades dos partidos no Congresso, o bloco se estenderá a assembleias legislativas e câmara de vereadores.

Na próxima legislatura, a federação de partidos, nome pelo qual também é chamado o bloco, já que sua atuação vai além do Congresso, vai contar com 67 deputados federais (34 do PSB, 15 do SD, 10 do PPS e 8 do PV).
Leia a nota de criação do bloco

O presidente nacional do PPS, deputado federal Roberto Freire (SP), que presidiu a reunião, disse que aquele era um ato histórico e que o empreendimento que os partidos estavam começando não era um sonho pequeno, mas um grande desafio, no momento de crise por que passa o Brasil. “Tempos difíceis nos aguardam e nossa unidade nos faz grandes para enfrenar o recrudescimento dessa situação que já se mostra extremamente grave”.

Ao se referir aos desvios na Petrobras, afirmou que “o governo do PT é réu” e que “já roubaram tudo, até nosso orgulho”. Sobre a postura do partido do governo, disse que “o PT tacha todos os seus opositores de golpistas; pois queremos dizer que há uma esquerda democrática que faz oposição ao governo de um partido que enxovalhou a esquerda, ao levá-la para o caminho da corrupção”, disse.
Veja reportagem em vídeo sobre o evento
O líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno (PR), lembrou que o PPS sempre discutiu a união da esquerda democrática. “Esses quatro partidos têm quadros da melhor qualidade para propor alternativas para problemas graves do país, como a violência que assola os brasileiros, a educação, cujo modelo de ensino em tempo parcial se mostra ineficaz, a saúde sucateada que submete milhões de brasileiros à indignidade e tantos outros dramas do nosso povo”.

Para Rubens Bueno, este é o momento de consolidação de propostas de políticas públicas e de resgate da ética na política. O deputado criticou “o amadorismo total” do governo na economia, a intervenção no setor elétrico, “que gerou fuga de investidores”, a inflação próxima de 7% e o baixo crescimento.

Todos os parlamentares do PPS estavam no evento: Arnaldo Jardim (SP); Sandro Alex (PR); Cezar Silvestri (PR); Arnald Jordy (PA);  Stepan Nercessian (RJ). Os novos deputados federais eleitos Alex Manente (SP), Hissa Abrahão (AM) e o tesoureiro nacional Regis Cavalcante também participaram do ato.

PSB

Já o presidente do PSB, Carlos Siqueira, afirmou que é possível criar esperança para o povo e que o Bloco da Esquerda Democrática quer renovar a política nacional. Siqueira disse que “nosso movimento vai lutar por causas e mudanças na política brasileira e apresentar bandeiras progressistas”.

O líder do PSB na Câmara, deputado Beto Albuquerque (RS), disse que os partidos que formam o bloco acreditam “num Brasil decente, organizado, com gente séria, em instituições acima de interesses partidários”. A nova força, insistiu, lutará “por projetos de estado, não por projeto de poder de um partido”.

O parlamentar ressaltou a importância da unidade do bloco e adiantou que em 2016 os partidos proporão candidatos comuns. “Temos uma encruzilhada; se continuarmos separados não fortaleceremos a luta do povo contra o governo corrupto”, salientou. “Juntos, seremos como um partido grande, combatendo com cidadania, patriotismo, espírito público e democracia”.

Solidariedade

O presidente do Solidariedade, Paulo Pereira da Silva (SP), disse que o partido se uniu ao bloco porque, “como os brasileiros, está descrente das coisas”. O parlamentar criticou a escolha de Kátia Abreu e Armando Monteiro para os ministérios da Agricultura e Indústria e Comércio, respectivamente. “Se a situação já é ruim vai piorar, com juros altos, inflação, indústria paralisada”.

O líder do partido, Arthur Maia (BA), exortou os quatro partidos a perseverar na unidade e mostrar ao Brasil que o seu povo é digno de qualidades como a generosidade, necessária para a formação do bloco. “Temos que levar esse movimento a todo o Brasil, a cada município e não restringi-lo à Câmara; daremos grande contribuição ao processo democrático com nossa iniciativa”. Maia lembrou que a união das legendas interferirá nas eleições.

PV

Para o deputado José Luiz de França Penna (SP), presidente do PV, os dois polos a que está sujeita a política nacional atualmente são muito estreitos. “Há que se pensar no futuro, pensar nas próximas eleições fora desse espaço apertado; é hora de nos juntarmos num grupo sem perder nossa identidade, mas de forma a podermos influir de maneira mais incisiva nos destinos do país”, observou.  O parlamentar condenou o “presidencialismo brasileiro” porque o Poder Executivo não respeita os demais poderes.

Fonte: Portal do PPS nacional

Publicado em PPS | Marcado com , | Deixe um comentário

Carta aos dirigentes e militantes do PPS no Pará

Jatene e Aécio reúnem mais de 40 mil pessoas em comício em Belém

Jatene e Aécio reúnem mais de 40 mil pessoas em comício em Belém

Esta é a última semana de campanha para o Governo do Estado e Presidência do Brasil. O PPS tem posição no Estado desde a sua convenção, que decidiu pelo apoio ao candidato JATENE 45, por entender que seria o único nome capaz de assegurar avanços na infraestrutura do Estado, na melhoria do atendimento à saúde, sobretudo no campo da média e alta complexidade, uma vez que a atenção básica é responsabilidade dos municípios. E, neste quesito saúde, é inegável a melhoria dos hospitais públicos e a qualidade daqueles que o PPS ajudou a construir, na gestão de nosso companheiro Hélio Franco. Claro que existem questões que podem e devem ser cobradas do PSDB, que precisa olhar para o PPS com outros olhos e não com o simples discurso da governabilidade e, em nome dessa governabilidade, acomodar no governo os setores mais conservadores, como fez no passado recente, trazendo forças derrotadas como o PR e outros, que depois abandonaram o barco. Independente de qualquer crítica, é nosso dever como cidadão e cidadã deste Estado não permitir que o Pará caia em mão erradas. Nem me refiro ao Sr. Helder Barbalho, com o qual não possuo nem nunca possuí relação política, portanto não o conheço. Porém, lamentavelmente, vimo como o Estado foi gerido no governo passado e a maioria dos dirigentes daquele governo tem estado no apoio ao Helder, através do PT, que no Pará, infelizmente, aliou a corrupção à incompetência, levando o Estado ao drama que até hoje temos assistido, sobretudo na educação.

No cenário Nacional o PPS decidiu, após o primeiro turno, apoiar o Senador Aécio Neves. Nosso Partido foi, sem dúvida, o que mais fez oposição ao governo Dilma, denunciando corrupção, falta de investimentos em áreas sociais importantes como a assistência e saúde, cobrando e propondo ações capazes de levar o Brasil ao desenvolvimento com maior distribuição das riquezas. Rubens Bueno, como Líder da bancada, sistematicamente estava na mídia apontando fatos e cobrando soluções. A ida do PPS para o palanque de Aécio não é, portanto, incoerente. Assim, nosso desafio é consolidar nesses últimos dias de campanha a possibilidade do Pará e do Brasil poder voltar a sonhar com o desenvolvimento, ainda que existam questões, aqui e em Brasília, que o PPS e as forças mais progressistas precisem defender e influenciar esses governos no sentido de avançar.

É com esse espírito que reitero o apelo aos companheiros e companheiras do PPS em todo Estado. Apelo em especial aos nossos companheiros e companheiras prefeitos e vices, aos vereadores e vereadoras, presidentes do PPS em cada cidade deste Pará e a todos os militantes que tem sua liderança confirmada pela luta no campo social e na defesa da ética e do bem comum. Cada voto conquistado poderá fazer a diferença e será fundamental para garantir a vitória no dia 26. É com esse espírito que conclamo de forma reiterada a todos e todas que se empenhem nessa luta, mesmo sabendo que muitas são das dificuldades e divergência, pois, sei que o interesse do PPS não passa por interesse pessoal, menor, mas, é o interesse coletivo, por uma sociedade mais justa, fraterna e de oportunidade cada vez mais iguais a todos.

Despeço-me e apresento a todos e todas um fraterno abraço, até a vitória!

JOÃO RAIMUNDO DA SILVA SOUSA – Presidente do PPS no PA

Publicado em Aécio, Belém, Candidaturas, Eleições 2014, Geral, Jatene | Deixe um comentário

Reunião com Marilda

Marilda - Reunião

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

Congresso do PPS debate teses e elege direção partidária

Delegados de mais de 100 municípios participaram do Congresso Estadual do PPS do Pará

Delegados de mais de 100 municípios participaram do Congresso Estadual do PPS do Pará

O Congresso Estadual do PPS encerrou o processo congressual no Pará com debate das teses do 18° Congresso Nacional e eleição do diretório e dos conselhos de ética e fiscal do PPS. Precedidos por congressos municipais e reuniões de diretórios e comissões provisórias, o congresso contou com expressiva participação de delegados de mais de 100 municípios. A avaliação corrente foi que este foi um dos maiores congressos realizados no Pará. Aberto a filiados e a não filiados, o auditório João Carlos Batista da Assembleia Legislativa do Pará ficou completamente lotado pelos mais de 300 delegados e convidados.
Aberto na sexta-feira, dia 29, o Congresso continuou na manhã de sábado com discussão em grupos das teses partidárias. Durante a tarde o debate continuou em plenário sobre os temas propostos pelos grupos de discussão. Foi muito criticado o campo de aliança nacional com o PSDB e DEM, predominando a tese de aproximação com outros partidos de oposição, a exemplo do PSB e Rede, liderados pelo governador Eduardo Campos e pela ex-senadora Marina Silva. Mas foi ponderado que a posição do partido deve levar em consideração as especificidades estaduais, visando o fortalecimento das bancadas parlamentares e a conquista de espaços majoritários.

As teses do 18° Congresso foram debatidas em grupos e no plenário

As teses do 18° Congresso foram debatidas em grupos e no plenário

O Congresso definiu que a definição da aliança estadual será feita posteriormente, pois há a necessidade de redefinição junto aos potenciais aliados de pontos programáticos e dos espaços políticos a serem ocupados pelo PPS, inclusive com a indicação de nomes do Partido para cargos majoritários. Foram propostas várias alterações na tese nacional, sendo eleita uma comissão de redação que vai apresentar o texto para os 15 delegados eleitos para representar o Pará no 18° Congresso Nacional do PPS, em Brasília, no período de 6 a 8 de dezembro.

Reunião de mulheres discute participação política

Reunião de mulheres discute participação política

No final da tarde foram eleitos o novo diretório e os conselhos de ética e fiscal para o biênio 2014-2015, em chapa única, consensuada entre as lideranças do partido. A chapa foi aprovada pela unanimidade dos delegados do Congresso. O novo diretório vai conduzir o processo eleitoral de 2014, sendo aprovado que o planejamento estratégico seja uma das tarefas políticas prioritárias para o inicio do próximo ano.

DIRETÓRIO ESTADUAL DO PPS-PA

CONSELHO DE ÉTICA E CONSELHO FISCAL

Publicado em 18° Congresso, Congresso, Conselho de Ética, Conselho Fiscal, Diretório, Executiva Estadual, Geral, PPS | Deixe um comentário